Introdução às Políticas Públicas

NOTAS DE IPP 20125-2 ACESSO AQUI!

Apresentações das aulas

Bibliografia

Aula 1: O estudo de políticas públicas
FREY, K. 2000. Políticas públicas: um debate conceitual e reflexões referentes à prática da análise de políticas públicas no Brasil. Planejamento e Políticas Públicas, Brasília, n.21, p. 211-259, jun. 2000. Acesso aqui

DYE, Thomas R. (2005). Mapeamento dos modelos de análise de políticas públicas. In Heidemann, F. G.; Salm, J. F. (2010). Políticas Públicas e Desenvolvimento. Brasília: Editora UnB

SOUZA, C. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, ano 8, nº 16, jul/dez 2006, p. 20-45

Aula 2: formação de agenda
KINGDON, John W. (1995). Agendas, Alternatives, and Public Policies. 2nd Edition. Harper Collins College Publishers.
in SARAVIA, Enrique; FERRAREZI, Elisabete. (2007). Políticas Públicas – Coletânea Volume 1. Como chega a hora de uma idéia (pp. 219-224); Juntando as coisas (pp. 225-246)

CAPELLA, Ana Cláudia N. (2006). Perspectivas Teóricas sobre o Processo de Formulação de Políticas Públicas. BIB, São Paulo, nº 61, 1º semestre de 2006, pp. 25-52

Aula 3: incrementalismo e outras abordagens
LINDBOM, Charles E. (1959). The Science of Muddling Through. Public Administration Review 19(2), Spring, pp 79-88. In Heidemann, F. G.; Salm, J. F. (2010). Políticas Públicas e Desenvolvimento. Muddling Through 1: a ciência da decisão incremental. Brasília: Editora UnB. Pp 161-180

LINDBLOM, Charles E. (1979). Still Muddling, Not Yet Through. Public Administration Review, 39 (6), Nov-Dec, pp. 517-526. In Heidemann, F. G.; Salm, J. F. (2010). Políticas Públicas e Desenvolvimento. Muddling Through 1: a ubiqüidade da decisão incremental. Brasília: Editora UnB. Pp 181-202. Ambos os textos aqui

ETZIONI, Amitai. (1967). Mixed scanning: a ‘third’ approach to decision-making”. Public Administration Review, 27(5), december. In Heidemann, F. G.; Salm, J. F. (2010). Políticas Públicas e Desenvolvimento. Mixed scanning: uma ‘terceira abordagem da tomada de decisão. Brasília: Editora UnB. Pp 161-180. Acesso aqui

Aula 4: o papel da burocracia
SUBIRATS, Joan. (1989). El papel de la burocracia em el proceso de determinación e implementación de las políticas publicas. In: SARAVIA, Enrique; FERRAREZI, Elisabete. (2007). Políticas Públicas – Coletânea Volume 2. Brasília: ENAP.Pp 113-126

Aula 5: Burocracia do nível da rua
LOTTA, Gabriela. O papel das burocracias do nível da rua na implementação de políticas públicas: entre o controle e a discricionariedade. In: FARIA, C. A (org). Implementação de Políticas Públicas. Teoria e Prática. Editora PUCMINAS, Belo Horizonte, 2012.

Aula 6: Atores e políticas públicas
MARQUES, Eduardo Cesar. Redes sociais e poder no Estado brasileiro: aprendizados a partir de políticas urbanas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo , v. 21, n. 60, p. 15-41, Fev. 2006. Link Scielo

Aula 7: institucionalismo e escolha racional
IMMERGUT, Ellen. O Núcleo Teórico do Novo Institucionalismo. 1998, In SARAVIA, Enrique; FERRAREZI, Elisabete. Políticas Públicas – Coletânea Volume 1. 2007

Aula 8: accountability, controle e participação
PINHO, José A. G.; SACRAMENTO, Ana R. S. Accountability: já podemos traduzi-la para o português? Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 6, p. 1343-1368, nov./dez. 2009. Acesso aqui

Aula 8: Políticas públicas no Brasil

FARAH, Marta. Parcerias, arranjos institucionais e políticas públicas no nível local de governo. Revista de Administração Pública, v 35 n.1, p. 119-144, 2001. Acesso aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s